Profundidade Sistêmica

Profundidade versus amplitude. Essa não é uma discussão nova, mas pode nos levar a enganos importantes na condução de negócios, carreiras, e até da própria vida.

Assume-se que é uma coisa ou outra. Se você enxerga o todo, não consegue se aprofundar em nada. Caso contrário, quando aprofunda-se em algo, perde a visão global.

A raiz desta crença equivocada pode estar em uma pequena confusão que se faz entre nível de profundidade e nível de detalhe. Explico o raciocínio, não tenho dúvidas que entender o detalhe de algo, traz um conhecimento profundo sobre aquilo. Mas e se eu não quiser me aprofundar em algo, mas em um conjunto de “algos”, ou seja, em um processo mais complexo?

Sabemos que a maioria dos problemas de processos está nas interfaces, no vão entre as cadeiras. Se eu conheço nos detalhes cada uma das etapas, mesmo assim posso não entender o processo em profundidade suficiente para dar conta de influencia-lo positivamente. Sou detalhista localmente, raso globalmente.

Por isso é importante desenvolver o que eu chamo de profundidade sistêmica. Não é necessariamente conhecer o detalhe de tudo (claro que isso é um bônus), mas conhecer profundamente como o todo se organiza para entregar o resultado no final.

O problema desta visão é que em um mundo organizacional viciado em organogramas, centros de custos e silos, conhecer em detalhes e otimizar localmente uma função empresarial, mesmo que em detrimento de outras, ainda é muito bem visto. Os que ganham profundidade global, mesmo que por vezes não conhecendo alguns detalhes locais, são vistos como generalistas. E isso tende a não ser bem visto.

Bom, são estes pensadores sistêmicos, estes generalistas, estes seres que adquiram profundidade sistêmica que salvam a pátria, incontáveis vezes, quando os donos dos feudos estão em pé de guerra.

Um Comentário em “Profundidade Sistêmica

  1. Eu acredito que, segundo esta visão que passou, estes profissionais são aqueles que conseguem se virar mais rápido, já que conhecem como os setores (feudos) se entrelaçam e fazem a engrenagem toda girar, ao contrário dos especialistas que se aprofundam em um feudo, e se viram um pouco mais devagar pois conhecem muito do seu, mas pouco do impacto que suas ações tem nas outras áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *